Policia Civil de Morrinhos descobre plantação de maconha
fevereiro 5, 2019
Goiás recebe seletiva do Campeonato Brasileiro Escolar de Combat Games
fevereiro 6, 2019
Representantes do mercado imobiliário acreditam que 2019 será um ano promissor para os negócios, com uma gradual recuperação de investimentos financeiros após um período amargo de quatro anos de crise. O proprietário da Rizzo Imobiliária,  Leonardo Rizzo, acredita que  haverá retomada de investimentos no setor imobiliário, em função das “reformas” realizadas pelo governo federal.

“A eleição favoreceu, de um modo geral. E também tem as reformas que estão sendo implementadas no mercado financeiro”, diz. Rizzo refere-se à entrada de fintechs estrangeiras de crédito no Brasil.

As fintechs são caracterizadas pelo uso intensivo de tecnologia na oferta de serviços financeiros, notadamente empréstimos e financiamentos. O Banco Central avalia que a medida ampliará a concorrência no sistema financeiro, contribuindo para a redução do custo do crédito, mediante oferta de produtos a um público ainda não plenamente atendido pelo sistema bancário tradicional, composto principalmente por pessoas físicas e microempresas. “Esses bancos darão credibilidade para o capital apostar e financiar. O mercado já está positivo. Vamos trabalhar com capacidade máxima no segundo semestre para tentar zerar o estoque”, avalia Rizzo.
O otimismo é compartilhado pelo  diretor  da GPL Incorporadora, Guilherme Pinheiro Lima, que espera um crescimento acima de 5% nas vendas de empreendimentos. “O mercado imobiliário acompanha as condições da macroeconomia. Estamos vendo inflação e taxa de juros controladas e a Selic com tendência de queda. O mercado começa a ter um cenário positivo em longo prazo”,  pondera.
Guilherme acredita que a combinação desses fatores deve abrir caminho para que os imóveis voltem a ser considerados como um investimento viável, impulsionados pela confiança no mercado financeiro. “Houve um movimento atípico em janeiro que mostrou a volta do interesse pelo imóvel”, declara.
“O otimismo é total”. A frase é do diretor da Regional Centro-Oeste da EBM Incorporadora, Celso Antônio de Souza Júnior, que também  espera uma guinada nos negócios no segmento imobiliário em 2019. Ele diz que a empresa resolveu antecipar o lançamento de um empreendimento na planta previsto inicialmente para o mês de março. “Os números começaram a se mostrar positivos, trazendo oportunidades, devido à manutenção da taxa de juros baixos”.
A nova lei que trata sobre o distrato imobiliário e estabelece  multa de até 50% em caso de desistência do imóvel também beneficia o mercado, na visão de Celso, proporcionando maior segurança quando a opção é a compra do imóvel na planta.
A EBM, que constrói empreendimentos de médio e alto padrão,  apostará no filão de imóveis contemplados pela fase 3 do Programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal – avaliados em até R$ 180 mil. Serão três lançamentos em Goiânia neste ano: no Parque Amazônia, Setor Faiçalville e no Norte, regiões em desenvolvimento, porém de menor adensamento populacional. As obras estão previstas para 2020. “Nós esperamos melhores resultados e maior valorização neste ano”, conclui.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: