Bolsonaro promete liberar posse de arma de fogo por decreto
dezembro 29, 2018

Apostas podem ser feitas até o final de dezembro

A advogada Luciana Sinzimbra, de 26 anos, que foi agredida pelo piloto Victor Junqueira, filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípedes Junqueira, no último dia 15, agradeceu o apoio e às mensagens que recebeu pelas redes sociais. “Estou bem. Esse apoio é muito importante nesse momento. Não estou conseguindo retribuir tudo que vocês estão fazendo por mim de abraçar essa causa”, disse em vídeos publicados no Stories de seu Instagram.

“Ainda é muito difícil para mim ter que voltar à situação, ter que falar sobre isso, mas estou tentando ficar bem, tentando superar”, disse a advogada que afirmou estar em viagem com os pais. “Tenho certeza que a partir da minha história vou conseguir ajudar outras pessoas e é isso que estou focando agora. Muito obrigada por todo o carinho de vocês”, concluiu ela.

O caso

As agressões teriam sido motivadas pelo fim do relacionamento. O suspeito não notou que estava sendo filmado. “Eu vou te bater mais”, chega a dizer o jovem, entre uma agressão e outra. A vítima pede, por várias vezes, que ele pare. “Você vai me matar desse jeito. Para”. O vídeo foi gravado dentro do apartamento dela, em Goiânia.

Durante depoimento, a vítima explicou que as agressões aconteceram após uma festa de confraternização do trabalho dela. Ela disse que tinha esquecido um presente que ganhou em um restaurante, voltou com o namorado até o local e, quando ele deixou ela em casa, ela não insistiu para ele ficar.

O inquérito sobre a agressão foi remetido pela Polícia Civil de Goiás ao poder Judiciário na quarta-feira (26/12). O agressor, que é o ex-namorado da vítima, foi ouvido e liberado. Segundo a Polícia Civil, o rapaz não foi preso porque tem residência fixa e não está tentando atrapalhar as investigações. Além disso, Victor não foi detido em flagrante.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: