Chuvas estão cada vez mais intensas, mas mortes são evitáveis, diz cientista