Embaixada pede que brasileiros redobrem a atenção na Ucrânia e evitem visitas às províncias Donetsk e Luhansk