Embaixador da Ucrânia espera “sinal forte de condenação” do Brasil à Rússia