Presidente da Fundação Palmares chama Moïse de ‘vagabundo’, e OAB diz que estuda medidas