Ucrânia: negociação avança em meio a desconfianças e novos bombardeios